spot_img
spot_img

Secretário Damasceno pede e prefeitura de Marília irá fazer a contratação imediata dos orientadores sociais para acolher cidadãos vulneráveis

spot_img

Mais notícias

Prefeitura de Marília prepara contratação de orientadores para trabalharem na Secretaria Municipal de Assistência Social


Reunião recente sobre o assunto contou com as presenças do prefeito Daniel Alonso, secretário Delegado Damasceno e chefe de gabinete Levi Gomes

Encontro técnico, realizado na sexta-feira, dia 2 de junho de 2023, com as participações do prefeito de Marília, Daniel Alonso, secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Delegado Wilson Damasceno, chefe de gabinete Levi Gomes e as técnicas da Proteção Especial de Alta Complexidade, Ana Maria Camporez, e de Média Complexidade, Adriana Paulista da Silva, alinhou a contratação, o quanto antes, dos orientadores sociais aprovados em concurso público.

Os orientadores sociais irão atuar no Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) e Centro POP (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua), tendo em vista que, após a pandemia de covid-19, a quantidade de pessoas em situação de rua cresceu de modo extraordinário em Marília. “A pandemia de covid-19 elevou ainda mais a vulnerabilidade das pessoas que vivem em situação de rua, além de ampliar o contingente populacional, alterando o perfil dessa parcela da população. Os novos integrantes da população em situação de rua agora são também trabalhadores que, infelizmente, perderam seus empregos e suas casas, tudo devido à atual conjuntura”, explicou o secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

Delegado Damasceno observou que, muitos, sem encontrar mais condições de arcar com as despesas de suas casas, tiveram que ir para as ruas. “Vemos famílias inteiras vivendo nas ruas: pais, mães e filhos. O número aumentou significativamente modificando o perfil. Pessoas sobrevivendo nas ruas são vistas em todas as cidades do Brasil. Acabam improvisando abrigos, passando a viver em moradias precárias, cobertas por lonas, papelões, plásticos e pedaços de madeiras, seja em praças, áreas públicas e abertas, parques e também marquises”, detalhou.

A contratação imediata dos orientadores sociais irá colaborar para que os serviços da Assistência possam acompanhar ainda mais de perto a população de rua e contribuir diretamente para sua reintegração à sociedade. Os novos servidores, antes de iniciarem as atividades, serão capacitados para conhecerem a política de Assistência Social e a política desenvolvida para a população em situação de rua, com orientação para a realização da abordagem e o acolhimento das pessoas em situação de vulnerabilidade social. O treinamento visa proporcionar ferramentas necessárias para a execução do trabalho direto com essa população. “Os orientadores sociais dispensam todo cuidado e atenção, justamente para que possam desenvolver suas habilidades, crescimento intelectual, autoestima e o retorno ao convívio em sociedade”, frisou o secretário.

O prefeito Daniel Alonso ponderou sobre a essencialidade do trabalho dos orientadores sociais e confirmou que a solicitação do secretário Delegado Damasceno é assertiva e totalmente viável. “Um dos reflexos do intenso processo de exclusão social é a população em situação de rua que não dispõe de renda suficiente para conseguir espaços adequados para a habitação e, sem alternativas, utiliza as ruas da cidade como moradia. Dessa forma, a solicitação do secretário Delegado Damasceno é bastante viável”, considerou o chefe do Poder Executivo.

Fotos: Divulgação

Marília
céu limpo
17.2 ° C
17.2 °
17.2 °
83 %
1.3kmh
0 %
seg
28 °
ter
28 °
qua
29 °
qui
30 °
sex
29 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Últimas notícias