spot_img
spot_img

Russo Medvedev diz que oficiais do Reino Unido podem ser considerados alvo militar legítimo para a Rússia

spot_img

Mais notícias

Ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, James Cleverly, defendeu que a Ucrânia tem o direito de “projetar força além de suas fronteiras” e foi rechaçado também por Lavrov

31 de maio de 2023, 19:34 h Atualizado em 31 de maio de 2023, 19:34

Dmitry Medvedev (Foto: Reuters)

(Sputnik) – O vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, Dmitry Medvedev, comentando as declarações do ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, James Cleverly, disse na quarta-feira que as autoridades do Reino Unido podem ser consideradas um alvo militar legítimo, já que o Reino Unido está “de fato” em guerra com a Rússia.

“Hoje, o Reino Unido atua como aliado da Ucrânia, fornecendo-lhe ajuda militar na forma de equipamentos e especialistas, ou seja, de fato está liderando uma guerra não declarada contra a Rússia. Sendo assim, qualquer um de seus funcionários públicos (militares ou civis, que facilitam a guerra) pode ser considerado um alvo militar legítimo”, tuitou Medvedev.

Ele acrescentou que as ações de Londres podem ser qualificadas como guerra de acordo com várias normas do direito internacional, incluindo as convenções de Haia e Genebra.

Na terça-feira, Cleverly evitou uma pergunta sobre o envolvimento de Kiev nos ataques recentes de drones a Moscou, mas afirmou que a Ucrânia tem o direito de “projetar força além de suas fronteiras para minar a capacidade da Rússia de projetar força na própria Ucrânia”.

Desde o início da operação militar da Rússia em fevereiro de 2022, o Reino Unido tem fornecido à Ucrânia todos os tipos de assistência militar, incluindo treinamento de pessoal e armamento moderno, como mísseis de cruzeiro Storm Shadow.

Lavrov chama as declarações do Reino Unido de incitação de Kiev a cometer ataques terroristas na Rússia
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, disse na quarta-feira que as declarações feitas por Cleverly podem ser consideradas uma incitação direta do regime de Kiev a cometer ataques terroristas na Rússia.

“Ontem, ou anteontem, eu acho, o ministro das Relações Exteriores do Reino Unido disse na TV e nas redes sociais que o Reino Unido não encoraja ataques em território russo, mas as autoridades ucranianas, as forças armadas ucranianas sabem melhor como querem garantir a sua integridade territorial. [Isto é] uma incitação directa ao que os terroristas de Kiev estão a fazer”, disse Lavrov numa conferência de imprensa em Moçambique.

Marília
nublado
23.2 ° C
23.2 °
23.2 °
88 %
1.2kmh
100 %
seg
23 °
ter
27 °
qua
27 °
qui
25 °
sex
27 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Últimas notícias