spot_img
spot_img

Marília tem approach em política de meio ambiente com gestor Cassiano Rodrigues Leite

spot_img

Mais notícias

Foram identificados 1.448 olhos d´água em todo o território municipal, sendo 113 deles em área urbana.

Coordenado pela equipe do PMVA (Programa Município Verde Azul) de Marília, o “Projeto Nascentes” identificou, através de sensoriamento remoto, 1.448 olhos d’água em território municipal, sendo 113 em área urbana, com a recuperação de 37 desde o início das ações em 2019.

Este projeto faz parte do conjunto de programas ambientais desenvolvidos pelo município de Marília, os quais premiaram a cidade com a Certificação Ambiental entregue pelo Governo Estadual através do Programa Município Verde Azul.

De acordo com o secretario municipal do Meio Ambiente, Vanderlei Dolce, este é um projeto contínuo, em que a equipe de gestores ambientais realiza vistorias rotineiras para acompanhar os cuidados e progressos nestas áreas após as intervenções necessárias.

“Após identificar cada nascente através de georreferenciamento, nossa equipe de gestores ambientais está visitando uma a uma, acompanhando cada situação individualmente. Algumas estão seguindo seu curso natural e não precisam de intervenções. Outras sofreram degradações causadas pelas queimadas e pelos descartes irregulares de lixo, provocando o assoreamento destes olhos d’água. A equipe do Programa Município Verde Azul também está monitorando cada situação, onde realizamos o cercamento e recuperamos a mata ciliar. Nos casos mais críticos, desassoreamos aquelas que se encontram aterradas, recuperando esse importante recurso hídrico para o nosso município. São essas nascentes que formam os rios que abastecem nossa cidade. Este é um grande projeto criado pela atual administração, que garantirá um meio ambiente sadio e em equilíbrio para a atual e demais gerações futuras”, afirmou Dolce.

O chefe do Meio Ambiente e Interlocutor do PMVA, Cassiano Rodrigues Leite, destacou a importância da participação popular.

“O georreferenciamento com uso de satélites nos permitiu identificar os locais onde existem olhos d’água aflorados, vertendo água e, assim, facilitou o trabalho de visitação e monitoramento das nascentes existentes. Porém, a população tem nos ajudado, informando outras que foram assoreadas em seus bairros, onde buscamos recuperar este importante recurso natural, quando possível. Já são 37 nascentes visitadas e protegidas através deste projeto inédito na cidade. Temos o apoio do maior protetor de nascentes do Estado de São Paulo, Carlos Eduardo dos Santos, o Coelho da Aquaponia, que nos dá a garantia da qualidade neste trabalho. Somando esforços, poder público, iniciativa privada e população, estamos construindo uma cidade com melhor qualidade de vida e um meio ambiente saudável e em equilíbrio”, disse chefe do Meio Ambiente.

Fotos: Divulgação

Marília
céu limpo
17.2 ° C
17.2 °
17.2 °
83 %
1.3kmh
0 %
seg
28 °
ter
28 °
qua
29 °
qui
30 °
sex
29 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Últimas notícias