spot_img
spot_img

“Marília Sem Papel” : Prefeito Daniel quer extinguir documentos em papel da prefeitura em 2 anos

spot_img

Mais notícias

Categoria começará a utilizar a partir desta quarta (8) também o novo sistema de processo eletrônico

A Prefeitura de Marília, por meio das secretarias municipais de Tecnologia da Informação, da Fazenda e da Administração, fez a apresentação do Projeto “Marília Sem Papel” aos contabilistas da cidade, durante encontro realizado na tarde desta terça-feira, dia 7 de fevereiro, no auditório 2º andar do Paço Municipal. 

Já a partir desta quarta, dia 8, a categoria também passará a utilizar o novo sistema de processo eletrônico da Prefeitura de Marília em seus trabalhos, sendo esse agora o único canal de solicitação tanto para pessoas físicas como para pessoas jurídicas.

Além de dezenas de contabilistas, o encontro contou também com as presenças dos secretários municipais Eduardo Yamamoto (Tecnologia da Informação) e Ramiro Bonfietti (Fazenda), sendo comandado pelo Diretor da Fiscalização de Rendas, Carlos Alberto Ferreira da Silva; e pelo Diretor Adjunto da Fiscalização de Rendas, Cláudio Pereira Novaes.

O secretário municipal de Tecnologia da Informação, Eduardo Yamamoto, destacou a importância do encontro com os contabilistas. “Até então eles utilizavam o requerimento eletrônico e a partir de agora passarão também a usar o novo sistema eletrônico da Prefeitura de Marília, sendo este o único canal de solicitação. Foi uma reunião bastante positiva e certamente esclarecedora à classe dos contadores.”

O PROJETO

O Projeto “Marília Sem Papel” foi lançado pelo prefeito Daniel Alonso no último dia 31 de janeiro, entrando em funcionamento já no dia 1º de fevereiro, com previsão de economizar até R$ 2,3 milhões por ano.

O envio e recebimento oficial de documentos no setor público passaram a ser através de uma plataforma digital. A demanda chega pelo site da Prefeitura ou é lançada internamente via memorando. 

Após o envio, o setor recebe o documento imediatamente. A cada resposta ou encaminhamento, será criado um novo despacho, sendo possível anexar arquivos e acompanhar quem já leu, deixando o processo interno totalmente transparente.  Os dados são protegidos e não podem ser alterados.   

Não haverá mais a necessidade do munícipe se deslocar até o Ganha Tempo para protocolar documentos, ele poderá fazer a solicitação de sua residência. 

Pessoas sem acesso à internet ou com dificuldade ainda poderão procurar o Ganha Tempo para fazer o processo no local, porém o mesmo será eletrônico para a tramitação. Os documentos terão assinaturas eletrônicas. 

Já os protocolos físicos continuarão existindo até que tudo se torne eletrônico. A previsão é que em até dois anos não haja mais documentos em papel. 
O “Marília Sem Papel” visa transformar tudo para o meio eletrônico, agilizando a gestão e reduzindo custos. 

Fotos: Divulgação

Marília
nuvens quebradas
17 ° C
17 °
17 °
94 %
1.1kmh
52 %
dom
24 °
seg
29 °
ter
31 °
qua
31 °
qui
30 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Últimas notícias