spot_img
spot_img

Epidemia de dengue em Marília em 2023 já é três vezes maior que no ano passado

spot_img

Mais notícias

foto freepik

com Jornal Cidade

Foram 1.226 casos já registrados em 2023 contra apenas 429 em igual período de 2022 Foto: Divulgação
Compartilhe:

Tragédia anunciada desde a primeira semana de 2023 já causou duas mortes

A epidemia de dengue no município de Marília começou a frear apenas nesta última semana, para alívio mas não tranquilidade dos marilienses. É que no acumulado até a primeira quinzena de maio, das nove semanas de 2023, o número de casos registrados triplicou em relação ao mesmo período do ano passado e já provocou duas mortes. Foram 1.226 casos já registrados em 2023 contra apenas 429 em igual período de 2022.

Das nove semanas de registros da doença, o ano começou com sete casos, contra apenas um registrado no ano passado. O aumento expressivo da transmissão desse ano foi apontado logo de início, com 11 a até 30 casos registrados por semana no primeiro mês do ano enquanto em 2022, o acumulado de janeiro não chegava a 20 casos.

A transmissão mais alastrante de 2023 atingiu seu pico na 15ª semana de 2023, que em apenas sete dias registrou 177 casos da doença em Marília.

No ano passado, esta também foi a semana de maior incidência, com 73 casos.

A boa notícia é que de quatro semanas para cá, desde meados de abril até meados de maio, últimos períodos registrados, vem caindo abruptamente o número de casos. A semana de 15 de maio registrou apenas um caso.

O combate, entretanto, não conseguiu evitar que dois marilienses morressem. Um menino de 6 anos que era sindrômico e portador de insuficiência renal crônica. Ele apresentou os primeiros sintomas no dia 20 de fevereiro e morreu no dia 25 de março. No entanto, a causa da morte foi confirmada pela Vigilância Epidemiológica apenas no dia 18 de maio.

A segunda morte é de um homem, de 58 anos, portador de doença cardiovascular crônica, diabetes e doença autoimune.

Ele iniciou com sintomas no dia 6 de abril e permaneceu internado no Hospital da Unimar, em Marília. O paciente morreu no dia 18 de abril.

Veja a progressão em números de casos de dengue, da 1ª até a 19ª semana de 2022, de 1 de janeiro a 10 de maio: 1, 2, 8, 4, 5, 7, 2, 13, 22, 21, 38, 46, 72, 59, 73, 40, 14, 0. Total é 429. Veja a progressão em números de casos de dengue, da 1ª até a 19ª semana de 2023, de 1 de janeiro a 15 de maio: 7, 11, 12, 13, 13, 24, 26, 30, 54, 46, 93, 125, 159, 157, 177, 138, 117, 23, 1. O total é 1226.

A Secretaria de Saúde orienta que, em caso de sintomas, o paciente deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência.

Os principais sintomas da dengue são febre alta (maior que 38.5ºC), dores musculares intensas, dor ao movimentar os olhos, mal estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo.

Marília
céu limpo
27.9 ° C
27.9 °
27.9 °
65 %
0kmh
0 %
qua
28 °
qui
25 °
sex
27 °
sáb
28 °
dom
21 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Últimas notícias