spot_img
spot_img

Após denúncia de espancamento, ONG e PM resgatam cadela vítima de maus-tratos na zona oeste

spot_img

Mais notícias

com Jornal do Povo

No começo desta noite de terça-feira (16), representantes da ONG Spaddes (proteção animal) de Marília em parceria com a médica veterinária da empresa BG Zangrossi e com o apoio da Polícia Militar, se deslocaram até uma residência localizada na Rua Das Magnólias, zona oeste, após uma denúncia anônima informar que no local um animal estava sendo espancado pelos proprietários.

A ONG recebeu uma denúncia anônima através do WhatsApp informando que no local um animal estava sendo vítima de maus-tratos. A denúncia enviou vídeos que mostrava uma mulher agredindo um animal com objetos não identificados e também era possível ouvir os gritos do animal que estava sendo agredido.

No local dos fatos a equipe da ONG e policiais militares foram recebidos pela moradora do imóvel, que franqueou a entrada. No interior do imóvel foram encontrados três animais sem raça definida, aparentemente sadios. A moradora e seu companheiro foram indagados sobre as agressões que um dos animais estaria sofrendo. A mulher confessou para a equipe que teria agredido um de dos seus animais, mas não ao ponto de “espancar”. Seu parceiro também confessou que uma vez já teria agredido o animal.

A médica veterinária que estava presente, atestou os maus-tratos embasado nos vídeos que comprovam as agressões. O animal vítima dos maus-tratos é uma cachorrinha fêmea, porte médio, sem raça definida.

A cachorrinha foi apreendida e depositada para a ONG para os devidos cuidados e depois será encaminhada para adoção responsável.

A proprietária do animal foi conduzida pela PM até a CPJ e apresentada para o delegado plantonista. Ela foi ouvida e liberada, pois não era situação de flagrante uma vez que os vídeos das agressões não foram feitas no mesmo dia da diligência.

A ONG Spaddes vai entrar com ação judicial pedindo a busca e apreensão dos outros dois animais que permaneceram com a autora, uma vez que, segundo o representante da entidade, Gabriel Fernando, “os vídeos mostram claramente que ela é uma pessoa violenta e agressiva com seus animais e coloca em risco a vida deles”.

Marília
céu limpo
17.2 ° C
17.2 °
17.2 °
83 %
1.3kmh
0 %
seg
28 °
ter
28 °
qua
29 °
qui
30 °
sex
29 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Últimas notícias