spot_img
spot_img

Acadêmicos do curso de Medicina Veterinária da Unimar participam de capacitação sobre raiva

spot_img

Mais notícias

O evento foi realizado pelo Instituto Pasteur e Vigilância Epidemiológica, em que reuniu médicos veterinários de toda região

A Universidade de Marília (Unimar) recebeu a capacitação sobre diagnóstico da raiva para médicos veterinários. O evento foi realizado pelo Instituto Pasteur, em parceria com a Vigilância Epidemiológica sub-regional Tupã. Participaram do evento os acadêmicos do curso de Medicina Veterinária e profissionais da área.

A iniciativa teve como objetivo capacitar os profissionais e estudantes no diagnóstico e controle da doença infecciosa de extrema importância para a saúde pública. O treinamento foi conduzido por renomados especialistas do Instituto Pasteur, referência mundial no estudo da raiva.

De acordo com o coordenador do curso de Medicina Veterinária da Unimar, Fábio Manhoso, é extremamente importante falar de uma das principais zoonoses existentes. “A raiva é 100% fatal e esse evento trata de uma das principais zoonoses que nós temos, tanto na questão animal, mas principalmente na questão de saúde pública. O que coloca o médico veterinário nesses dois cenários. Ter contato com a capacitação é Importante para que o aluno vivencie a questão que envolve o diagnóstico da raiva, a sua conduta desde a colheita de um material, do armazenamento, do transporte e principalmente, ciente da sua importância em todo o contexto epidemiológico, evitando então que a doença possa seguir crescendo da forma que vem sendo contabilizada. Quero agradecer a todos os envolvidos e parabenizar por essa importante palestra”, destaca Fábio.

A Diretora da Vigilância Epidemiológica do Subgrupo Tupã, Flávia Manhoso, destacou sua satisfação com a parceria entre a Unimar e o Instituto Pasteur, enfatizando a importância da participação dos alunos. “Estamos contentes com a realização desse treinamento aqui na Universidade, em parceria com o Instituto Pasteur. Estamos realizando palestras sobre a coleta e envio do sistema nervoso central, evento realizado pelo Instituto Pasteur, em parceria com o Grupo de Vigilância Epidemiológica de Marília para ampliar o conhecimento de nossos profissionais. Agradeço à Unimar e também aos alunos que estão participando”, destaca.

O evento contou com palestras sobre as novas técnicas de coleta, armazenamento e diagnóstico da doença. Entre os profissionais do Instituto Pasteur de Marília, a pesquisadora Solimar Ardito Nunes ressaltou a importância dessa capacitação. “Nosso objetivo principal é fornecer uma formação especializada sobre coleta e o envio de material do sistema nervoso central de cães e gatos para o diagnóstico da raiva aos profissionais atuantes nos municípios da região de Marília. Muitos médicos veterinários da região ainda não tiveram essa capacitação e estamos aqui para compartilhar nossa experiência e habilidades, incentivando um maior envio de amostras para diagnóstico laboratorial. Ao longo dos anos, temos observado uma diminuição no número de amostras enviadas e nosso objetivo é reverter essa tendência”, explica.

Outra palestra foi ministrada pelo pesquisador científico do Instituto Pasteur, Enio Mori, que falou sobre a importância da educação continuada aos profissionais. “O evento acontecendo aqui na Unimar é um grande diferencial, porque além dos veterinários dos municípios, nós temos também os alunos da graduação. É importante enfatizar a raiva, apesar de ser uma zoonose clássica, é uma negligência atual do conhecimento clínico e mesmo para os profissionais até da saúde. Então, é importante para os profissionais ter essa educação continuada para verificarem e renovarem os seus conhecimentos com essa enfermidade, além das novas técnicas de coleta de material para o sistema nervoso”, conta.

Enio destacou também a importância do evento para os acadêmicos da Unimar. “Para os alunos da graduação, é uma grande oportunidade, porque estão podendo ter ciência desse perfil da raiva que circula atualmente e, também, para perceberem a importância que eles, por serem agentes de saúde, possuem”, comenta.

O acadêmico do quinto ano da graduação, Gustavo Carneiro, destacou a relevância desse tipo de evento para sua formação, uma vez que está quase finalizando o curso. “Obter conhecimentos especializados em eventos como esse é de extrema importância para nós, alunos. Estamos prestes a iniciar o estágio curricular obrigatório e nos tornarmos profissionais atuantes na área. Ter essa ciência sobre a raiva e outras zoonoses é essencial, principalmente considerando a relevância do Instituto Pasteur e do seu laboratório no cenário veterinário do Brasil. Agradecemos por essa valiosa palestra”, finaliza.

Marília
nublado
23.2 ° C
23.2 °
23.2 °
88 %
1.2kmh
100 %
seg
23 °
ter
27 °
qua
27 °
qui
25 °
sex
27 °

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Últimas notícias